Digite sua busca

 

 

Brasil

Caminhoneiros decidem manter paralisação após reunião com Bolsonaro

Os caminhoneiros se reuniram na manhã desta quinta-feira, 9, com o presidente Jair Bolsonaro e, no final do encontro, que foi até a tarde, decidiram que não vão parar a mobilização até serem recebidos por Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, com quem têm solicitações a tratar.

Segundo Francisco Dalmora, um dos que se reuniram com Bolsonaro, o presidente não pediu que eles cessassem a paralisação. O caminhoneiro ainda negou que a pauta esteja relacionada ao preço dos combustíveis. Segundo ele, a categoria está mobilizada pelo direito à liberdade de expressão e também querem o avanço do pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes.

Apesar da garantia que a paralisação não cessará, o Ministério de Insfraestrutura anunciou nesta tarde que não há mais registros de bloqueios de rodovias por caminhoneiros. Entretanto, segundo a pasta, ainda há pontos de concentração em 13 estados. 

Os protestos iniciaram na terça-feira, 07, quando foram marcados atos favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro. Entre as pautas, os caminhoneiros pedem o fim do Supremo Tribunal Federal e a exoneração dos ministros.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, ainda há pontos de aglomerações na Bahia, além do Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Goiás, Maranhã, Rio de Janeiro e Tocantins.

Aproximadamente dois mil policiais estão em atuação.

Foto: Divulgação / PRF

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143