Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Salvador Trânsito

Caminhoneiros realizam manifestação para dar início a paralisação em Salvador

Caminhoneiros autônomos realizaram uma caminhada em manifestação para marcar o início da paralisação da categoria na capital. O movimento aconteceu na manhã desta segunda-feira (1º), na altura de Simões Filho, região metropolitana de Salvador.

O grupo, com cerca de 20 caminhoneiros, se concentrou na BA-526, conhecida como Estrada CIA – Aeroporto e pretende seguir em direção à BR 324. O protesto é acompanhado por equipes da Polícia Militar e não chega a interromper o trânsito. Entretanto, quem passava pela região, podia notar o grande fluxo de movimentação.

Crédito: Rádio Sociedade

Com faixas de pedidos de apoio, os caminhoneiros reivindicam a redução do preço do óleo diesel, combustível essencial para abastecer os caminhões. Melhores condições de trabalho, o marco regulatório do transporte marítimo, o direito a aposentadoria especial também contam na lista de melhorias solicitadas pela categoria.

“São 10 reinvindicações, mas a principal delas é o óleo diesel. O óleo diesel está subindo toda semana e nós estamos sofrendo com isso. Não só a gente, como a população no geral. Porque sobe o óleo diesel, sobe gasolina, sobe o gás. Então a população está pagando o preço, não é só a gente”, disse Juraildes Oliveira, diretor do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado da Bahia (Sindicam)”

Grupo dos caminhoneiros concentrados na BA-526, em Simões Filho. Crédito: Rádio Sociedade

Outro ponto destacado por Juraildes é com relação ao reajuste da tabela de frete, feito pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Para operações de alto desempenho, o reajuste foi de 2,34%, enquanto para operações com carga lotação foi de 2,51%.

“O governo deu 2% de aumento a nível nacional, só que ainda não é suficiente para a categoria. A gente ainda não sabe [quantos dias vão ficar parados]. Vai depender do governo, de conversar com a categoria e com as lideranças, para resolver a situação que está acontecendo hoje no país”, disse o diretor.

A decisão de promover a greve foi tomada no dia 15 de dezembro de 2020, em assembleia geral extraordinária do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC). Em 2018, os caminhoneiros realizaram uma grande paralisação que durou 10 dias e afetou o sistema de distribuição em todo o país durante o governo do presidente Michel Temer (MDB).

Interior

Em Vitória da Conquista e Feira de Santana, os caminhoneiros chegaram a anunciar a paralisação mas foi suspensa. No norte da Bahia, as cidades de Juazeiro e Senhor do Bonfim também não registram movimento de paralisação. Já na região oeste, entre Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, as rodovias também seguem tranquilas e sem pontos de bloqueio.

Foto: Reprodução

Leia mais:

Caminhoneiros convocam paralisação nesta segunda-feira

Greve dos caminhoneiros poderá ser maior que em 2018, diz ANTB

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143