Digite sua busca

 

 

Cultura Mundo Notícias em destaque

Cartunista Quino, criador da Mafalda, morre aos 88 anos

Cartunista Quino e sua obra, Mafalda

O cartunista argentino Quino, criador da personagem Mafalda, morreu nesta quarta-feira (30) após ter sofrido um acidente vascular cerebral na semana passada. Embora tenha permanecido estável após a internação, o desenhista não resistiu. A informação foi divulgada pelo jornal El Clarin e a morte confirmada pelo editor do quadrinista, Daniel Divinsky. O autor tinha 88 anos.

Joaquín Salvador Lavado nasceu em Mendoza, na Argentina, em 1932, e criou sua icônica personagem em 1962, como parte de um acordo de publicidade. A partir do ano seguinte, Mafalda passou a ser veiculada comercialmente na revista “Primeira Plana” e começou a ser conhecida pelo grande público.

As tirinhas de Mafalda, a garotinha de seis anos extremamente questionadora e preocupada com os problemas sociais, tornaram Quino mundialmente conhecido e é a obra mais traduzida em língua espanhola. Suas peças foram traduzidas em mais de 30 idiomas.

Com ela, o desenhista venceu diversos prêmios internacionais, como o Príncipe das Astúrias (Espanha), o Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras (França), a medalha de Ordem do Mérito Artístico e Cultural Pablo Neruda (Chile) e do “Ambrogino d’Oro” (Itália).

Em abril de 2009, Quino encerrou as criações de Mafalda e seguiu produzindo obras em tom crítico, político, quase sempre sobre opressão e desigualdade social, desenhando para jornais de vários países.

Foto: Facebook | Reprodução

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X