Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque SAÚDE

Casos de chikungunya crescem 434% na Bahia entre 2019 e 2020; veja medidas de prevenção

Além da pandemia causada pelo novo coronavírus, os baianos têm se preocupado com o mosquito Aedes Aegypti, responsável pela Dengue, Zyca e Chikungunya que teve os casos entre dezembro de 2019 e junho 2020, aumentados em 434%, se comparado com dezembro de 2018 e junho de 2019.

De acordo com o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças, nenhum outro país do mundo registrou mais casos de chikungunya em junho do que o Brasil. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), dos 40 mil casos do país, a maioria está na Bahia, com 41,5% das notificações.

O órgão informa que no total, 261 municípios realizaram notificação para esse agravo, sendo que 85 destes municípios apresentaram incidência ≥ 100 casos/100 mil habitantes (41 municípios apresentaram CI ≥ 300 casos/100 mil habitantes). Apenas Salvador registra óbitos decorrentes da doença, três.

As principais medidas de prevenção contra a proliferação do mosquito são:​

​Evitar água parada;
Manter bem tampados tonéis, caixas e barris de água; Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;​
Manter caixas d’água bem fechadas;​
Remover galhos e folhas de calhas;​
Não deixar água acumulada sobre a laje;​
Encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana;​
Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;​
Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;​
Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;​
Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;​
Acondicionar pneus em locais cobertos;​
Fazer sempre manutenção de piscinas;​
Tampar ralos;​
Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;​
​Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;​
Limpar sempre a bandeja do ar-condicionado;​
Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;​
Medidas como uso de repelentes, telas em janelas e uso de mosquiteiros também ajudam como métodos de barreira na prevenção destas doenças.​

Foto: Reprodução

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X