Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias Notícias em destaque Polícia

Catarinense grávida de cinco meses morre em tentativa de assalto em Maraú

A catarinense Andreza Maestri, de 44 anos, baleada no último dia (23) em uma tentativa de assalto no município de Maraú, sul da Bahia, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta terça-feira (29). A enfermeira que estava grávida de cinco meses tinha acabado de chegar à cidade para comemorar os festejos do final de ano. Na ação, a bebê, que se chamaria Antonella, também veio a óbito.

O veículo conduzido pelo marido de Andreza foi interceptado por quatro homens e atingido por cerca de 10 tiros, em uma estrada de terra, quando o casal seguia para a casa onde estavam hospedados. A catarinense foi alvejada no olho esquerdo e foi socorrida pela equipe médica de um hospital de Itacaré, a 20 km do local do crime. De lá, ela foi levada transferida para Ilhéus.

O marido da vítima, Luciano Cunha, estava a quase um mês no distrito de Maraú acompanhando a obra do imóvel do casal. De acordo com Luciano, ele e sua esposa estavam planejando a mudança para cidade.

“Ela tinha um coração enorme. Iríamos morar aqui porque ela gostava muito de fazer caridade. Como é um lugar ermo, com pouco recurso, ela queria auxiliar na saúde das pessoas. Jamais esperaríamos que fosse acontecer uma tragédia dessa”, lamentou.

Ainda segundo o marido de Andreza, a enfermeira expressou em vida o desejo de doar os seus órgãos, pedido que será atendido pela família. Após a doação, o corpo da catarinense será cremado.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Maraú. Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito de ter cometido o crime tinha sido preso.

Foto: Reprodução|Instagram