Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Notícias em destaque Salvador SAÚDE Serviço

Cirurgiões torácicos e cardiovasculares decidem manter cirurgias pelo Planserv após anúncio de aumento dos honorários médicos

Depois do anúncio de que os 72 cirurgiões torácicos e cardiovasculares da Cooperativa de Cirurgiões Cardiovasculares ou Torácicos do Estado da Bahia (Cardiotórax) deixariam de realizar cirurgias pelo Planserv devido à negativa de reajuste dos valores dos honorários médicos, a Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado da Bahia reconsiderou o pedido e propôs o reajuste de 47,5% no valor dos honorários médicos válido a partir de agosto.

Já o prazo para a incorporação dos novos pacotes de serviços médicos, também apresentada pela cooperativa como prioridade, é o final do mês de novembro. Em assembleia realizada no último dia 11, os cooperados aceitaram a proposta e decidiram manter a adesão.

A decisão sobre o descredenciamento tinha sido tomada após diversas tentativas de diálogo e negociação sobre a recomposição dos valores pagos pelo Planserv, os quais não eram reajustados há 10 anos, fato que impedia tanto o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro do acordo entre as partes, firmado em 2012, quanto a recuperação das perdas inflacionárias dos últimos anos.

De acordo com o cirurgião torácico presidente da Cardiotórax, Leandro Públio, a necessidade de reajuste anual dos honorários médicos é fundamental para manter o pactuado entre as partes.

“Além disso, para melhorar a assistência do paciente Planserv, a incorporação das novas tecnologias com a máxima brevidade é fundamental, assim como o aumento do teto de pagamento mensal da Assistência”, destacou.

Segundo o diretor técnico da Cardiotórax, Romilton Machado, a postura colaborativa sempre foi uma bandeira da Cardiotórax e “a proposta do Planserv acolhida nesse momento justifica-se pela expectativa de que seja possível avançar para o aditamento do contrato com previsão de reajustes anuais e de que não existam outros percalços como o que ocorreu, fruto de um desajustamento de anos sem qualquer reajuste nos honorários médicos”, declarou.

A Cardiotórax, primeira e única cooperativa do país a reunir cirurgiões dessas duas especialidades, tem como objetivo congregar profissionais de reconhecida qualificação, a fim de conceder-lhes condições para o exercício de sua atividade e aprimoramento dos serviços de assistência médica.

Além de resgatar a dignidade do exercício profissional frente às fontes pagadoras e de buscar a transparência com as instituições de saúde e o melhor uso dos avanços científicos e tecnológicos em benefício dos pacientes, a cooperativa tem como foco o resgate da relação médico/paciente lastreada na mútua confiança e respeito.

Foto: Divulgação

Tags:

Leia também