Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque Rádio Sociedade Trânsito

Com atividades suspensas desde março, autoescolas buscam entendimento com a prefeitura

Sem funcionar há cinco meses, as autoescolas de Salvador ainda vivem expectativa para a reabertura. Apesar do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) ter divulgado no dia 1° de agosto, a portaria nº 227 que regulamenta a retomada das aulas e exames práticos de direção a partir do dia 10, a medida não se concretizou na capital baiana, que continua com as atividades suspensas.

Nesta terça-feira (18), 64 empresários de Centros de Formação de Condutores (CFCs/Autoescolas) de Salvador realizaram uma manifestação na Praça Municipal de Salvador, sede da prefeitura, reivindicando a volta ao trabalho.

Apesar de estabelecer regras específicas para o retorno, o Detran explica que a retomada dos exames práticos depende de entendimento entre as autoescolas e a prefeitura.

Dentre as normas do protocolo de segurança elaborado pelo Detran estão a desinfecção do veículo antes do uso, a higienização do interior do veículo a cada aluno, nos casos da categoria B (carro) e o utilização de um capacete próprio para o caso da categoria A (moto).

O protocolo da prefeitura ainda está sendo elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur). O órgão alega que as autoescolas são unidades de ensino e esses estabelecimentos ainda não estão contemplados na fase dois de reabertura das atividades, por isso, não estão autorizadas a funcionar.

Em entrevista ao Sociedade Online, o presidente do Sindicato das Auto Escolas e Centros de Formação de Condutores do Estado (Sindauto Bahia), Wellington de Oliveira alega que a categoria não pode ser enquadrada com as demais pelo menor risco comparado a outros serviços autorizados a funcionar.

“Aulas práticas são individualizadas, apenas com um instrutor e um aluno no carro. Menos arriscado do que serviços de transporte por aplicativos e táxis”, declarou Welligton. “Nossa atividade não gera aglomeração e todo atendimento funciona por agendamento, ou seja, com poucas adaptações já podemos garantir a reabertura segura do segmento”.

Em Lauro de Freitas, município da região metropolitana de Salvador, as autoescolas reabriram nesta segunda-feira (17). Dono de uma autoescola, George Felix, afirma que a permissão é um alívio, apesar do prejuízo causado pela pandemia do novo coronavírus.

“Tivemos aluguel, parcela de veículo, FGTS, INSS e outras coisas para pagar durante todo o período fechado. O prejuízo financeiro é irreparável”, declarou o empresário.

Foto: Reprodução

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X