Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Pandemia Salvador SAÚDE

Com surto de Covid, mais um cruzeiro muda rota e não desembarca em Salvador

Outro cruzeiro com surto de Covid-19 estava se preparando para desembarcar na última segunda (3) em Salvador, menos de uma semana após o caso da embarcação Costa Diadema, que ancorou no porto da capital baiana com dezenas de casos de Covid entre tripulantes e passageiros. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), trata-se do navio MSC Seaside, que está em nível 3 de situação epidemiológica, o que caracteriza surto. 

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) informou que 46 casos de Covid foram confirmados no cruzeiro, que mudou a rota para a cidade de Santos, no litoral paulista. Contudo, a Anvisa disse que não conseguia confirmar um número consolidado de infectados neste momento e afirmou que a rota do navio é de responsabilidade da empresa, que não foi encontrada para comentar o assunto. 

A Anvisa disse ainda que, em 55 dias de temporada, até 25/12, foram apenas 31 casos confirmados de Covid-19 entre tripulantes e passageiros das cinco embarcações que operam no Brasil. Nos últimos 9 dias (26/12 a 3/1), houve um crescimento de 25 vezes: 798 casos foram confirmados, dentre os quais 60% em tripulantes. 

As companhias de cruzeiros decidiram, na noite de segunda, suspender suas operações no Brasil até o próximo dia 21, segundo comunicado feito pela Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros (Clia). A decisão tem consonância com o posicionamento da Anvisa, que reforçou a “urgência” em acabar com temporada de cruzeiros após surtos de covid em navios. 

Leia também: Explosão de casos de Covid-19 em cruzeiros motivou suspensão

Além disso, ainda de acordo com a Sesab, a Anvisa acatou o pedido para a suspensão temporária dos navios de cruzeiro nos portos de Salvador e Ilhéus, o que impede a operação e atracação de qualquer embarcação no estado.

Segundo a secretária estadual da Saúde, Tereza Paim, “a solicitação foi pautada na precaução, tendo em vista que apesar dos requisitos para ingresso nos cruzeiros, com a exigência do RT-PCR para os passageiros, percebe-se que é preciso aperfeiçoar o controle”.

Foto: Divulgação

Tags:

Leia também