Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque

Comerciantes e trabalhadores protestam contra medidas restritivas na Bahia

Na Bahia, as medidas restritivas, impostas pelo governo estadual completam oito dias nesta sexta-feira (5), e tem gerado uma onda de manifestações por parte de comerciantes e trabalhadores que se sentem prejudicados pela norma que estabelece que até as 5h da manhã de segunda-feira (8), apenas poderão funcionar serviços essenciais em toda o estado.

Diego Castro, um dos líderes do movimento pela volta do trabalho e coordenador do Bahia Direita, critica as medidas restritivas, impostas pelos governantes, não levaram em consideração que alguns profissionais passariam fome, por não poderem vender seus produtos e serviços.

“A fome e o desemprego matam tanto quanto a covid. Penalizar o comércio de forma dura, sem apresentar nenhuma medida alternativa de subsistência para estes, é atitude irracional e populista, com drásticas consequências a longo prazo”, disse.

Completou:

“O governador deveria ter mais sensibilidade e agir como um estadista. Aqui não tem nenhum irresponsável desdenhando da situação calamitosa de saúde pública, e sim trabalhadores, empreendedores, do pequeno ao grande empresário, pais e mães de família que querem apenas um equilíbrio socioeconomico nas medidas adotas”.

A empresária Annabel Nogueira, 25 anos, é uma das pessoas que têm participado das manifestações em prol da volta das atividades comerciais. Ela abriu recentemente uma academia em Salvador, e está tendo dificuldade para pagar o financiamento do negócio devido ao fechamento do seu estabelecimento.

“Sou uma jovem empreendedora com menos de um ano de negócio aberto e, depois desse ano inteiro passando por muitos sacrifícios, ver os nossos Governantes fazerem uma péssima gestão, a ponto de desativarem leitos e hospitais de campanha, para agora jogarem o peso dessas más escolhas em nós – pequenos empreendedores e empresários –  obrigando mais um Lockdown, foi a gota d’água”, afirmou.

Ela relata que precisou demitir funcionários por conta da crise financeira. “Ninguém tem capacidade de manter 1 ano em prejuízo desse jeito e eu não pude aceitar ver meus funcionários, que dependem de mim, serem demitidos sem eu nem ao menos tentar reagir”.

Apesar de atuar no ramo da construção civil – serviço que não foi suspenso por força do decreto – Matheus Andrade, dono da Construtora Andrade & Lima, se diz afetado pelas medidas restritivas, porque os estabelecimentos de venda de material de construção foram fechados.

“Embora o decreto estadual não proíba as obras de acontecerem, proíbem o comércio de vender os materiais para construção. Passamos por um período muito difícil no ano passado que com a chegada do auxílio emergencial aqueceu o mercado. Para passar por esse período mais difícil recebemos alguns incentivos como PRONAMP, incentivos para a não demissão, linhas de crédito. Esse ano não houve nenhum tipo de incentivo ou benefício ao empresário”, pontuou.

O que diz o governo do estado

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), concedeu uma entrevista no seu canal programa Papo Correria, onde enfatizou que as medidas restritivas são necessárias para conter o avanço da pandemia do coronavírus na Bahia, e que tem se esforçado para reduzir o impacto econômico que o fechamento dos estabelecimentos de serviços considerados não essenciais tem causado.

“As medidas de isolamento só vão surtir efeito em três, quatro ou oito dias depois. Tem sempre um delay. Podemos afirmar que a doença não parou, mas percebemos uma diminuição no ritmo. 15 dias atrás tinha cerca de 10 mil casos positivos, na semana seguinte pulou para 20 mil e desde sexta esse número está estabilizado nos mesmos 20 mil. Dobrou em uma semana, parou num patamar altíssimo e parou de crescer, o que já é um alento. O ideal é que de cinco a seis dias o número de casos comece a cair”, disse.

Saiba o que funcionará neste período de restrição

Estabelecimentos comerciais:

  • Comércio de alimentos
  • Supermercados, panificadoras, delicatessens e açougues;
  • Farmácias;
  • Agências bancárias
  • Lotéricas

Os estabelecimentos poderão funcionar com o sistema de retirada de produto no local desde que mantidas as portas fechadas ao público. O serviço de delivery está liberado até a meia-noite. Os estabelecimentos comerciais estarão proibidos de vender bebidas alcoólicas a partir das 18h de sexta-feira (5) até as 5h da segunda (8).

Serviços de saúde e hospital dia:

  • Imagem radiológica;
  • Serviço de oncologia, hemoterapia e hemodiálise;
  • Laboratórios de análises clínicas;
  • Estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares;
  • Clínicas veterinárias e pets shops, à exceção do serviço de banho e tosa; e postos de combustíveis.

Eventos e atividades esportivas:

Permanece proibida a prática de quaisquer atividades esportivas coletivas amadoras durante o período restritivo, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações.

Cultos religiosos:

Os cultos religiosos poderão acontecer, obedecendo a capacidade máxima de lotação de 30% e observando os protocolos de sanitários, incluindo uso de máscaras e distanciamento social.

Os eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, religiosos, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica, continuam vetados independentemente do número de participantes e ainda que previamente autorizados.

Toque de recolher para todo o estado

Segue restrita a circulação noturna de pedestres na rua em todo o estado, das 20h às 5h, até 1º de abril. A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência.

O decreto suspende, também, no período de 3 de março a 1º de abril, eventos e atividades, em todo o território do estado, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

Foto: Reprodução | Instagram Bahia Direita


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143