Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque SAÚDE

Comércio pode voltar a fechar em Salvador; ACM Neto pede prudência a população

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou que as rígidas medidas de combate ao coronavírus poderão ser retomadas, o que implicaria na volta do fechamento do comércio na capital baiana, caso as normas de isolamento e prevenção a covid-19 não sejam respeitadas no natal e ano novo. A declaração foi feita na manhã de hoje (18), durante a entrega de obras de um centro de educação infantil no bairro de Fazenda Grande do Retiro.

“Se o desrespeito no natal e no ano novo for muito grande, será inevitável que em seguida tudo tenha que voltar atrás. Se as pessoas não querem – que logo depois de passar esse período de festas, a cidade tenha que fechar o comércio de rua, bar e restaurante, salão de beleza, academia de ginástica e por aí vai, tenham cuidado. É a velha máxima: ‘Quem avisa amigo é'”, afirmou o gestor municipal em tom bastante incisivo.

O clima da entrevista e semblante bastante preocupado do prefeito, talvez sejam entendidos à luz deste contexto: a coletiva foi um dia após Salvador registrar aumento na procura por atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), e superlotação nos leitos de UTI, que segundo a Secretaria de Saúde, atingiram 81% na taxa de ocupação. Desde o início da pandemia a capital baiana já registrou 104.732 mil pacientes infectados pela Covid-19, com 2.858 óbitos confirmados.

“A gente sabe que o prejuízo para os empregos, para a preservação dos postos de trabalho seriam altíssimos. Imagine vocês se nós determinássemos o fechamento completo do comércio a uma semana do natal. Porém para que não aconteça isso logo depois, será fundamental o cuidado de todos nessas duas semanas. Nós já estamos trabalhando com uma taxa de ocupação dos leitos hospitalares muito alta”, disse Neto.   

Foto: Reprodução | SECOM