Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Cidades Diversos Notícias em destaque

Conheça Simone Barreto, a brasileira morta em atentado na França

Simone Barreto Silva, de 44 anos, está entre as três vítimas fatais do atentado à catedral de Notre-Dame, em Nice, sul da França, na manhã da quinta-feira (29).

A brasileira nasceu no município de Salvador, na Bahia, onde viveu até os 14 anos de idade, no bairro do Lobato, subúrbio ferroviário da capital baiana e, morava na França há 30 anos. Simone era cozinheira, sua área de formação, mas, atualmente, atuava como cuidadora de idosos.

Simone Barreto Silva – Foto: Reprodução|Facebook

A baiana que também já morou em Paris, trabalhou em uma casa de shows da cidade, antes de se mudar para cidade de Nice, e participa ativamente dos festejos baianos de Iemanjá que aconteciam na capital da Riviera Francesa, contou Robertinho Chaves, amigo da família de Simone que também reside na França há 30 anos, à Rádio Sociedade.

Membros da Ala Mulheres na Resistência da Lavagem da Madeleine, evento cultural tipicamente brasileiro que acontece em Paris há 19 anos, informaram que a brasileira e suas irmãs participaram da Ala em 2019 e não vieram este ano por causa do atual cenário da Covid-19. Ainda em 2019, a vítima esteve na França com uma das suas filhas, ainda bebê.

Simone Barreto Silva – Foto: Reprodução|Facebook

Ainda de acordo com Robertinho, Simone era uma pessoa bastante calma, a mais tranquila das irmãs, muito religiosa e, contou que a morte dela deixou a família e amigos consternados.

“Ela estava indo para o trabalho e passou na igreja para rezar para família, para os filhos dela (…) ela ia rezar antes de ir trabalhar, a família não sabia que ela estava na igreja, ninguém sabia que ela estava no acidente”, lamentou.

“Como é que a gente recebe uma notícia de uma pessoa católica, cristã, que sai de manhã para trabalhar e deixa seus filhos em casa, e por volta das 7h da noite a polícia liga e diz que essa pessoa não está mais em vida, não vai mais voltar. A gente está sem chão”, declarou Rita, prima de Simone.

Ainda segundo Rita, a baiana era uma pessoa muito alegre e tinha uma alegria de viver que contagiava a todos ao redor. “Assim que vamos lembrar dela em todos os momentos”, acrescentou.

Fotos: Reprodução|Facebook

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X