Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque

Conservadora Le Pen encosta em Macron e acirra eleição presidencial na França

Os franceses vão às urnas neste domingo (10), para escolher o presidente que governará o país por cinco anos. Para vencer no primeiro turno o candidato precisa atingir 50% dos votos. Assim como no Brasil, a eleição presidencial na França possui dois turnos. Se o vencedor não sair hoje, os dois mais bem votados disputarão a vaga no dia 24 deste mês.

São doze candidatos na disputa. Segundo a pesquisa Ipsos apontam uma polarização acirrada entre o atual presidente, o socialista Emanuel Macron (República em Marcha), que aparece 26,5% das intenções de voto, e a conservadora Marine Le Pen (Reunião Nacional) tem 23%. O representante da extrema esquerda, Jean-Luc Mélenchon (França Insubmissa), aparece na terceira colocação com 16,5%, e os direitistas Éric Zemmour e Nicolas Dupont-Aignan, marcaram 11,5% das intenções de voto.

O destaque deste pleito fica por conta da baixa popularidade do presidente Macron, que em 2017, venceu a própria Le Pen com 66%. Segundo cientistas políticos franceses, a crise dos combustíveis enfrentada no início do mandato, o que resultou na manifestação dos “coletes verdes”,  a fraca liderança para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, bem como excessivo intrometimento em política externa contribuíram para o enfraquecimento do governo do atual presidente.

Foto: Reprodução