Digite sua busca

 

 

Economia Notícias em destaque

Coronavírus: Fausto Franco diz que sem ajuda nenhum setor teria condições de se manter

Foto: Reprodução

Um dos principais setores da economia baiana, o Turismo é um dos áreas mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Para auxiliar a categoria, uma linha de crédito no valor de R$ 32 milhões foi anunciada na última quarta-feira (1) pelo secretário estadual do Turismo, Fausto Franco. O recurso foi liberado pelo Fundo Geral do Turismo (Fungetur), e está sendo disponibilizado pela Desenbahia, contemplando três linhas de apoio: investimento, aquisição de bens e capital de giro.

Em entrevista à Rádio Sociedade, Fausto Franco ressaltou a importância do crédito para que o segmento que gera emprego e renda para o estado, continue vivo. “Nenhum setor, incluindo o turismo, teria condições para se manter fechado por tanto tempo sem nenhum tipo de ajuda”, declarou.

Para ter acesso à linha de crédito, um dos pré-requisitos é que a empresa esteja cadastrada no cadastur, e, a partir daí, cabe à Secretaria do Turismo do estado orientar, avaliar a documentação necessária e enviá-la ao ministério do turismo-mtur, de forma online.

“Ainda é um valor não-satisfatório pelo que o turismo gera para a economia, mas já é uma perspectiva, estamos trabalhando para conseguir mais recursos para o setor que é tão vital”, ressaltou o secretário que acredita que o setor pode ser protagonista na retomada da economia baiana. “Todas as pesquisas mostram o desejo das pessoas em viajar, de carro, curtas com a família, e a Bahia tem todos os predicados para isso.”

Segundo o secretário, a realidade só será “normal”, após a vacina da covid-19. “O próprio réveillon, o carnaval, ainda se discute a viabilidade dele ou não. Então é inimaginável termos um verão, sem carnaval e sem a grande festa do réveillon”, finalizou.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X