Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Notícias Pandemia SAÚDE

Coronavírus pode sobreviver até 28 dias em superfície de celular e cédulas de dinheiro, aponta pesquisa

Pesquisa realizada pela Agência Nacional de Ciência da Austrália (CSIRO) apontou que o novo coronavírus é capaz de resistir à superfície de aparelhos celulares, cédulas de dinheiro ou objetos de aço inoxidável por até 28 dias.

Segundo pesquisadores, submetido à 20 graus Celsius [considerada temperatura ambiente], o SARS-Cov-2 permanece infeccioso. O estudo foi publicado na revista científica “Virology Journal”.

Os novos resultados reforçam as evidências apontadas em estudos anteriores, de que o vírus transmissor da Covid-19 tende a sobreviver por mais tempo em baixas temperaturas, e superfícies lisas ou não porosas, como os vidros.

“Estabelecer por quanto tempo o vírus realmente permanece viável em superfícies nos permite prever e mitigar sua disseminação com mais precisão, além de proteger melhor nosso povo”, declarou Larry Marshall, presidente-executivo da Agência Nacional de Ciência da Austrália.

Ainda de acordo com a CSIRO, o resultado é um alerta à população sobre a necessidade medidas de desinfecção dos ambientes e a higienização regular das mãos.

Foto: Divulgação|G1

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X