Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Política

Corregedor pede demissão de 11 procuradores que integraram força-tarefa da Lava Jato

Corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima votou, na manhã de terça-feira (28), pela abertura de um processo administrativo disciplinar de 11 procuradores que integraram a força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Além disso, Reis Lima reiterou a manifestação a favor da demissão dos profissionais por violação de sigilo funcional. A representação foi feita pelo corregedor, com base em um pedido da defesa dos ex-senadores Edison Lobão e Romero Jucá, denunciados pelo Ministério Público Federal no Rio por corrupção nas obras da usina nuclear de Angra 3.

De acordo com Reis Lima, adiante ele pode pedir a conversão da demissão dos procuradores em suspensão. Contudo, a alteração ocorreria somente após a conclusão do processo administrativo disciplinar.

“Verifiquei que não é o momento de propor a pena de suspensão, pois decorre de conversão da aplicação da pena de demissão. Em sendo procedente, referendado o PAD, aplica-se a pena de demissão, e aí com a possibilidade de o plenário converter em suspensão, por força do parágrafo 5º do artigo 240”, disse.

Foto: Divulgação / CNMP

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143