Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Política

CPI aprova quebra de sigilo fiscal de Ricardo Barros e Frederick Wassef

A CPI da Covid aprovou nesta quinta-feira (19) a quebra de sigilo fiscal do deputado federal e líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), e do advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef.

A ação se deu um dia após Ricardo Barros ter sido incluído na lista de investigados da CPI da Covid por um suposto envolvimento na aquisição da vacina Covaxin. Já no caso de Wassef, os senadores querem apurar se ele possui algum envolvimento no processo de aquisição de vacinas contra a Covid-19.

A quebra de sigilo fiscal ocorre por conta do desejo dos parlamentares em saber o faturamento, a relação de notas fiscais emitidas, os maiores clientes e fornecedores e detalhamento do lucro dessas empresas, além de informações relacionadas a “indícios de crimes, fraudes, irregularidades ou comportamentos e movimentações atípicas”.

Blogueiro investigado

Os senadores também aprovaram a quebra de sigilo bancário e fiscal do blogueiro Allan dos Santos, apoiador do presidente Jair Bolsonaro, alvo de dois inquéritos em andamento no STF e de uma denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira (18).

Foto: Reprodução/CNN / Marcelo Camargo/Agência Brasil

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143