Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Pandemia Política

CPI da Covid determina 48 horas para Queiroga dar explicações sobre vacinação

A CPI da Covid aprovou, nesta terça-feira (5), um requerimento com questionamentos ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. As respostas às perguntas servirão como alternativa para “substituir” seu depoimento à comissão. A oitiva não deve acontecer até a entrega do relatório do colegiado, no dia 19 de outubro.

Entre os questionamentos, está o pedido de uma justificativa por parte do ministro para a descontinuidade do uso da Coronavac em 2022. De acordo com o portal Metrópoles, o Ministério da Saúde não tem mais a intenção de adquirir novos lotes do imunizante. Na discussão interna, é argumentado a inexistência de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso do imunizante em adolescentes. Outro argumento consiste no fato de que as normas técnicas não recomendam, como dose de reforço, a aplicação da fórmula desenvolvida em parceria do laboratório chinês Sinovac com o Instituto Butantan.

Ainda entre as questões que deverão ser abordadas por Queiroga, estão a atual situação do estoque de doses contra a Covid-19 e o planejamento das campanhas de vacinação para o final deste ano, que deve considerar a aplicação de reforço em idosos e trabalhadores da área da saúde, além da vacinação de adolescentes.

O requerimento ainda exige que Queiroga explique, em 48 horas, o Plano Nacional de Imunização a ser executado no ano de 2022; o programa de acompanhamento epidemiológico, em substituição ao Epicovid; o apontamento dos membros da equipe técnica responsável pelo acompanhamento do contexto da pandemia e pela formulação de políticas públicas; além da atual composição da câmara técnica em vacinação.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143