Digite sua busca

 

 

Sem categoria

De quem é esse jegue? Animal sofre risco de extinção no Brasil em 2022

Jegue, burro, asno ou jumento? Trazido para o Brasil há 500 anos junto com os colonizadores portugueses, um dos animais símbolo do nordeste brasileiro está correndo risco de extinção já em 2022, mas afinal, qual é o nome correto do bicho? 

De acordo com a zootecnista, Chiara Oliveira, em entrevista ao programa Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade, na manhã desta terça-feira (3), o animal deve ser chamado de jumento. 

“O jegue é uma expressão popular. O jumento é da mesma família do cavalo, todos eles são, cientificamente, asininos, enquanto os cavalos são equinos”. Aqui no Brasil, temos o jumento pêga, raça desenvolvida no Brasil, animais marchadores que tem um valor econômico mais alto que os jumentos nordestinos”, explica.

Utilizados em diversas funções, como no carregamento de cargas, transporte de pessoas, a especialista avalia que o animal possui uma função fundamental no cotidiano popular.

Abate de animais em extinção

Alvo de interesse estrangeiro, os jumentos são abatidos em sua grande maioria ao chegar em uma idade mais avançada, o que acaba comprometendo suas funções servis.

Neste quesito, o mercado asiático aparece como principal destino do couro animal, enviado em grande escala, segundo Oliveira, existem países que compram isso como embutidos e cortes especiais. A carne de jumento é direcionada muito à China e Vietnã.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2018 pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV/BA), caso o abate do animal mantivesse a frequência anual das últimas temporadas, a extinção dos jumentos pode vir a ser uma realidade no Brasil, graças a convênios fechados com empresas chinesas. 

“Na China existe uma cultura de se consumir o colágeno do jumento, que é utilizado na produção de alimentos, como gelatina e cosméticos, além de medicamentos utilizados na busca por rejuvenescimento e virilidade”, revela

Conforme a profissional, que é membro da Comissão de bem-estar animal do CRMV-BA, no Brasil existem três raças diferentes, são elas o jumento pêga, nordestino e o brasileiro, mais comum no sudeste brasileiro. 

Desenvolvido em Minas Gerais, apenas o pêga é reconhecido oficialmente pelo  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143