Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque Pandemia Salvador SAÚDE Serviço

Decreto que flexibiliza o uso de máscara em local fechado na Bahia é publicado

Foi anunciado na segunda-feira (11) pelo governador Rui Costa, a desobrigação do uso das máscaras de proteção em ambientes fechados, isso porque a Bahia registrou queda no número de casos ativos de Covid-19 e na ocupação dos leitos hospitalares no estado.

O novo decreto foi publicado na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial do Estado (DOE). O uso facultativo da máscara, no entanto, é condicionado em respeito ao distanciamento social adequado e aos protocolos sanitários estabelecidos.

A obrigação do uso da máscara permanecerá nas unidades de saúde e em outras situações. Já as escolas e universidades, segundo a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado (Secom), seguem valendo os protocolos sanitários e a vacinação.

Segundo o governado do Estado, a medida foi possível devido à redução nos casos ativos e nas taxas hospitalares e também por conta do avanço da vacinação contra o vírus.

“Alcançamos menos de 100 pessoas em leitos de UTI e menos 1.000 casos ativos”, afirmou Rui Costa, para justificar a assinatura do decreto.

O governador havia declarado na quinta-feira (07) que a flexibilização do uso da máscara em ambiente fechado estaria vinculada à marca de menos de 1000 casos ativos de Covid-19.

“Estamos hoje [7 de abril] com 1.200 pessoas contaminadas na Bahia e cerca de 90 pessoas internadas em UTIs. Pretendo, assim que a gente baixar esse número para menos de mil contaminados, liberar máscaras em ambientes fechados. Eu diria que estamos perto”, declarou o petista, durante visita ao município de Araci.

De acordo com o decreto, o uso de máscaras de proteção permanece obrigatória em hospitais e unidades de saúde, como clínicas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e farmácias; nos locais de atendimento ao público, pelos respectivos funcionários, servidores e colaboradores;  no contato com pessoas comprovadamente contaminadas pela Covid-19, mesmo que assintomáticas; no contato com indivíduos que estejam apresentando sintomas gripais como tosse, espirro, dor de garganta e outros sintomas respiratórios; ou com indivíduos que tenham tido contato com pessoas sintomáticas ou com confirmação da infecção pelo novo coronavírus.

A medida também recomenda a continuidade do uso da máscara em transportes públicos, tais como trens, metrô, ônibus, lanchas e ferry boat, e seus respectivos locais de acesso, como estações de embarque.

Também foi recomendada a continuidade da utilização de máscaras para os idosos, imunossuprimidos e gestantes, ainda que estejam em dia em relação ao esquema vacinal contra a doença.

Para atendimento nos órgãos estaduais e acesso a eventos públicos ou privados em locais fechados, a publicação reforça, que segue valendo a necessidade de comprovação da vacinação mediante apresentação do documento fornecido no momento da imunização ou do Certificado Covid, obtido por meio do aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde.

Pela primeira vez desde o início dos registros de casos na Bahia, o estado ficou sem registrar nenhuma nova infecção pelo coronavírus na última segunda-feira (04).

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC

Tags:

Leia também