Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias

Defensoria Pública pede indenização de R$ 200 milhões em ação coletiva contra Carrefour

A Defensoria Pública do Rio Grande do Sul (DPE) entrou com uma ação no valor de R$ 200 milhões, contra a rede de mercados Carrefour por conta do o homicídio de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos. Após o processo, todo o valor será destinado a fundos de combate à discriminação e à defesa do consumidor.

Não só o hipermercado, mas a empresa de segurança privada Vector, responsável pela contratação dos seguranças, também foi incluída na ação. Os dois seguranças que agrediram João Alberto eram contratados da terceirizada e estão presos preventivamente desde a noite do crime.

O crime aconteceu na última quinta-feira (19), onde um homem negro, foi espancado até a morte por dois seguranças do hipermercado, na zona norte de Porto Alegre.

Leia mais

Homem negro morre após ser espancado em supermercado de Porto Alegre

Após morte de homem negro, lojas do Carrefour são tomadas por protestos contra racismo

MPF quer que Carrefour indenize família de João Alberto

Defesa de segurança do Carrefour nega motivação racista no assassinato de Beto Freitas

Grupo Carrefour anuncia fundo de R$ 25 de milhões destinados ao combate do racismo no país

Foto: Reprodução/Twitter

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143