Digite sua busca

 

 

Bahia Bahia Diversos Entrevistas Meio Ambiente Notícias Programas Rádio Sociedade

Diretor da Bahia Pesca avalia situação do setor e defende exportação: “atender a demanda do mercado”

Sexto colocado na produção de pescado no Brasil, a Bahia é o único estado do país a possuir um órgão responsável pelo setor, a Bahia Pesca, vinculado  à Secretaria da Agricultura (Seagri).

Com um litoral de 1.180 km de extensão, o território baiano produz 103 mil toneladas anualmente, segundo dados da Pesqueira Nacional de 2013. No entanto, apesar do grande potencial, o estado ainda necessita comprar pescados de estados do sul, como Santa Catarina.

De acordo com o diretor da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira, em entrevista a Rádio Sociedade, na manhã desta terça-feira (9), alguns fatores acabam colaborando para a manutenção deste negócio.

“Existem características ao redor da nossa costa, do próprio Oceano Atlântico, como a temperatura, a distância entre a costa e o abismo, que acabam causando uma baixa incidência de peixes, em comparação com o Pacífico, por exemplo”, explica.

Pontuando a situação, o gestor ressalta que a pesca artesanal, principal filão do estado, segue bem avaliada no mercado, por conta da variedade de espécies existentes. Já no setor comercial, investimentos estão sendo realizados para uma melhoria, como a construção de terminais pesqueiros em Ilhéus e Salvador.

Importando 1/3 do pescado consumido, segundo Oliveira, a Bahia segue crescendo em produção, porém, não na mesma proporção que o Brasil. Conforme o direto, o estado vem se sobressaindo na exportação de peixes nobres em uma dinâmica que ‘atende a demanda do mercado’.

“Existe empresas que exportam a lagosta, que ficam à disposição em uma vitrine de restaurante de Hong Kong em até 48h depois de ser pescada. Isso tem um custo e não está no orçamento do consumidor baiano”, explica.

Exportadas vivas, as lagostas são pescadas no litoral do Bahia e são escolhidas no aquário do restaurante asiático. Para o especialista, em tempos de alta do dólar este tipo de investimento acaba se tornando impraticável para o público brasileiro, o que acaba abrindo o mercado para espécies mais aceitas pelo consumidor, como a tilápia.

Foto: Divulgação

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143