Digite sua busca

 

 

Bahia Entrevistas Notícias Notícias em destaque Salvador

Diretor de Iluminação de Salvador condena furtos de cabos e fios na cidade: “Quem compra também é criminoso”

Prática criminosa comum nas ruas das grandes cidades, o furto de cabos de energia pública ocasiona em grandes prejuízos não só para gestão municipal, mas também para a população local.

De acordo com o diretor de Iluminação Pública de Salvador (Dsip), Júnior Magalhães, durante entrevista à Rádio Sociedade, nesta terça-feira (31), em 2021, foi registrado um prejuízo de pelo menos R$ 200 mil na reposição de materiais de energia.

“Não é só o prejuízo financeiro. De janeiro até agora, foram mais de R$ 200 mil gastos só de reposição em fios e cabos. É um investimento que poderia estar sendo feito em passarelas em outros pontos da cidade”, contou, ao programa Sociedade Urgente.

Conforme o gestor, além dos danos causados, os atos de vandalismo também proporcionam a sensação de insegurança pública na população, tendo em vista a falta de iluminação em setores da cidade, colaborando com a realização de assaltos e outros crimes.

Lidando com o esvaziamento das ruas, em razão das medidas de restrição social, recomendadas pelos órgãos de saúde no combate a Covid-19, para Magalhães, o cenário colaborou com o aumento dos crimes.

 Ressaltando a necessidade de um maior apoio das forças de segurança, o diretor revelou que vem realizando reuniões com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), com o objetivo de investigar o destino dos materiais furtados.

“A gente tem que está de olho em quem está comprando esse material. Quem furta é criminoso, mas compra também é. Os ferro-velhos que utilizam esse material necessitam de investigações. […] Alguém está se beneficiando com isso”, revela.

Foto: Guarda Civil Municipal de Salvador

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143