Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias em destaque

Em discurso na ONU, Bolsonaro elogia resultados do agronegócio e se diz vítima de ‘campanha de desinformação’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou na abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira (22) e elogiou os resultados do agronegócio em meio à pandemia, que expressou números positivos, mas disse que seu governo é vítima de uma campanha de desinformação em relação às queimadas.

Segundo o presidente, o trabalho no campo seguiu incessante e a produção agropecuária seguiu contribuindo para, com o auxílio do Brasil, o mundo continuasse alimentado.

“No Brasil, apesar da crise mundial, a produção rural não parou. O homem do campo trabalhou como nunca, produziu, como sempre, alimentos para mais de 1 bilhão de pessoas”, afirmou o presidente.

Durante cerca de 14 minutos, Bolsonaro apresentou informações sobre a gestão em relação à pandemia, citando ações dos governadores de estados e do Governo Federal, e que parte da imprensa politizou o vírus e disseminou o pânico à população.

“Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal. A Amazônia brasileira é sabidamente riquíssima. Isso explica o apoio de instituições internacionais a essa campanha escorada em interesses escusos que se unem a associações brasileiras, aproveitadoras e impatrióticas, com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil.

O presidente afirmou que medidas econômicas adotadas evitaram um mal maior ao país e apresentou números sobre o auxílio emergencial, recursos investidos para o socorro de microempresas e que “não faltaram, nos hospitais, meios para atender aos pacientes de Covid”.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X