Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias

Especialista aponta necessidade do feedback no ambiente de trabalho

A necessidade de um feedback através de constantes avaliações de desempenho por parte de supervisores e gestores no ambiente de trabalho foi o tema da entrevista de hoje (24) no Conexão Sociedade. O programa teve a presença do consultor de recursos humanos e professor universitário, Miguel Argolo.

Na avaliação do especialista, o retorno ao trabalhador, seja positivo ou negativo, sempre deve vir acompanhado de explicações. “É muito comum as pessoas não saberem o que não estão fazendo bem e serem cobradas por isso. Precisamos entender que as ações, tanto de melhoria quanto de penalização, não podem vir como surpresa. Eu não posso promover uma pessoa sem que ela saiba porque foi promovida, assim como não posso demitir uma pessoa sem saber o porquê. O crescimento profissional é uma via de mão dupla. Tem contribuições do gestor e do próprio empregado”, avaliou.

Argolo fez ponderações sobre a resistência de empregados em dividirem questões pessoas com colegas e gestores, o que, em sua visão, é compreensível. No entanto, para ele, atualmente, não é mais possível dissociar radicalmente a vida pessoal da profissional. “Antes, falávamos que íamos para o trabalho e deixávamos nossos problemas pessoais fora. Não é mais possível, porque o trabalho acompanha a gente, ainda mais com dispositivos móveis, que a gente leva o trabalho o tempo todo, como trazemos nossas questões pessoais. Não dá para ser um ser divisível. Vida e carreira devem estar em harmonia”, completou.

O consultor alertou também para os riscos que podem ser gerados pelo imediatismo em se buscar novos horizontes profissionais. “As mudanças de carreira precisam ser planejadas. A melhor maneira de se buscar uma outra oportunidade é estar trabalhando. Primeiro, se tem o conforto da situação financeira. O salário está ali, todo mês, mas quando se decide que ali não é o seu lugar, os problemas que lhe impactavam podem ser menores”, observou.

“E aí pode-se olhar para o mercado com uma simpatia por coisas diferentes. É muito mais fácil explicar em uma entrevista de emprego porque está saindo do atual local de trabalho do que explicar porque está há seis meses parado”, concluiu.

Foto: Gênesis Freitas / Rádio Sociedade

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X