Digite sua busca

 

 

Justiça Mundo Mundo Notícias Notícias em destaque Polícia

Ex-policial que matou George Floyd é condenado a 22 anos e meio de prisão

O ex-policial Derek Chauvin, autor do homicídio contra George Floyd, foi condenado a 22 anos e meio de prisão nesta sexta-feira (25). O ex-agente, de 45 anos, já estava detido em um centro penitenciário de Minnesota, nos Estados Unidos, desde meados de abril. Ele também foi preso poucos dias depois do crime, no ano passado, mas deixou a cadeia após pagar a fiança de US$ 1 milhão.

A sentença de Chauvin se refere às três acusações pelas quais ele foi condenado: homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio culposo em segundo grau. Ele é acusado de causar a morte, sem intenção, por meio de um ato perigoso, sem consideração pela vida humana, e que cometer negligência ao assumir o risco consciente de causar a morte de Floyd.

De acordo com o juiz Peter Cahill, “a sentença não é baseada em emoção ou na opinião pública”. Durante a audiência, o procurador-geral assistente de Minnesota, Matthew Frank, reforçou que Chauvin usou força desproporcional contra um homem que clamava por sua vida, já que, enquanto era asfixiado, repetia a frase “não consigo respirar”. “Floyd foi tratado com crueldade. Todos vimos”, disse o procurador. Ele acrescentou que crianças e jovens de 9 a 17 anos assistiram à violência, o que agrava o caso. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Pouco antes da leitura da pena, Chauvin falou pela primeira vez e ofereceu seus pêsames à família de Floyd. “Quero dar minhas condolências à família Floyd”, disse.

Segundo a legislação do estado de Minnesota, o ex-policial deverá ficar preso por pelo menos 14 anos até poder entrar com o pedido de liberdade condicional e, ainda assim, seguirá proibido de portar armas de fogo e não poderá voltar à polícia.

A morte do ex-segurança gerou uma onda de protestos por todo o mundo. O caso virou um símbolo do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam). Os três outros ex-oficiais acusados de cumplicidade no homicídio de Floyd devem ser julgados em 2022.

Foto: Reprodução/Youtube

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143