Digite sua busca

 

 

Bahia Cultura Meio Ambiente Notícias em destaque Salvador Serviço

Fecomércio e Sesc Bahia lançam projeto ‘1.000 Árvores’ nesta terça-feira (29)

Será realizado nesta terça-feira (29), às 9h30, o ato simbólico de lançamento do projeto “1.000 Árvores” com o plantio de 3 mudas de Ipê Amarelo Mirim (Tecoma stans) na área verde da Casa do Comércio, em Salvador, pelas mãos do presidente da CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, José Roberto Tadros, do presidente da Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade, e do vice-presidente da Fecomércio-BA e conselheiro Regional do Sesc, Kelsor Gonçalves Fernandes.

Como uma das ações transdisciplinares em área verde, meio ambiente e sustentabilidade, o projeto “1.000 Árvores” consiste em um plano de arborização com espécies nativas, frutíferas e ornamentais em todas as unidades do Sesc na Bahia, com o propósito de reafirmar o compromisso do Sistema Fecomércio-BA com a sustentabilidade e bem-estar social.

As mudas serão doadas pela mineradora Yamana, de Jacobina, e pela Prefeitura de Vitória da Conquista, através da Secretaria de Meio Ambiente, e também serão produzidas na unidade do Sesc em Santo Antônio de Jesus.

A ação será realizada de forma simultânea nas unidades do Sesc em 10 municípios e pretende promover o plantio de 1.000 árvores para fomentar atividades com foco na educação ambiental, vivências com o meio ambiente natural e exposição monitorada às diferentes espécies de árvores e suas épocas de plantio, seus tratos culturais e suas interações com a natureza.

“O plantio de árvores faz parte de um projeto maior do Sesc Bahia – “Com S de Sustentabilidade” – que traz ações inovadoras ligadas ao Meio Ambiente e a Economia Circular, tais como, Ciclo Orgânico (Gerenciamento de resíduos orgânicos), Paisagismo, Cultivo de Hortas, dentre outras importantes iniciativas que contribuem na conservação de ambiente ecologicamente equilibrado”, afirma o diretor regional do Sesc, José Carlos Boulhosa Baqueiro.

Ecossistemas Florestais

Celebrado em 21 de março, o Dia Mundial das Florestas foi criado em 1971 pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), que tem como objetivo conscientizar a respeito da importância dos ecossistemas florestais.

A arborização urbana proporciona às cidades inúmeros benefícios relacionados à estabilidade climática, ao conforto ambiental, na melhoria da qualidade do ar, bem como na saúde física e mental da população, além de influenciar na redução da poluição sonora e visual, e auxiliar na conservação do ambiente ecologicamente equilibrado com o fornecimento de matéria orgânica para o solo, reciclagem de nutrientes, alimentação para aves e animais silvestres, manutenção da estabilidade térmica e umidade do solo.

A arborização dos espaços, além da estratégia de amenização de aspectos ambientais adversos, é importante sob os aspectos ecológico, histórico, cultural, social, estético e paisagístico.

Foto: Reprodução / Casa do Comércio

Tags: