Digite sua busca

 

 

Bahia Economia Notícias em destaque Salvador Serviço

Gerente de Gestão fala sobre dificuldade da população no recadastramento do CadÚnico

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (08) para à Rádio Sociedade da Bahia, o Gerente de Gestão do Cadastro Único, Télio Barroso, falou sobre a dificuldade para recadastramento no CadÚnico e aproveitou para dar dicas, sanar dúvidas da população e explicar alguns pontos sobre o serviço. 

“Gostaria de frisar, que nem a concessão, nem o bloqueio e nem o eventual cancelamento é feito pela prefeitura de Salvador. Então, é uma junção de fatores que aí são: a responsabilidade do cidadão que não cumpriu o prazo de atualização e o prazo que é imposto pelo Ministério, que é exigido em troca do pagamento da oferta desse benefício”, destacou Télio Barroso.

O Gerente de Gestão pediu para deixar claro que a população precisa cumprir a obrigatoriedade dos dois anos da atualização no sistema do CadÚnico e frisou que não realizam atendimento por demanda espontânea e que a população não precisa se deslocar a nenhuma das unidades.

“Então, o cidadão, a gente tem que deixar claro e frisar sempre, que precisa cumprir essa obrigatoriedade de dois anos na atualização, e que nós aqui não atendemos demanda espontânea, justamente para evitar filas, que a pessoa fique exposta aqui a chuva, a questão de segurança pública. Então, a gente precisa que o cidadão entenda que ele não deve se deslocar a sede e nem a qualquer das outras unidades, nem a Prefeitura Bairro, nem a CRAS, a qualquer outra unidade nossa, sem ter o agendamento”, explicou Télio.

Télio Barroso pediu que a população continue tentando realizar o agendamento e explicou o porquê algumas pessoas possuem o status de bloqueio no sistema do CadÚnico.

“Então, a gente não há um prazo até o dia quinze, vamos deixar isso claro para a população. Algumas pessoas tem essa informação de bloqueio a partir do dia quinze, porque elas não cumpriram esse prazo de atualização. A gente tem envidado todos os esforços, mas essas pessoas precisam continuar tentando fazer o agendamento. Hoje, aqui pela manhã, ao vivo, aqui com a TV gravando, a gente conseguiu mostrar duas pessoas fazendo o agendamento, então, a gente precisa que o cidadão entenda a obrigatoriedade do cumprimento desse prazo, para que a gente possa ofertar o serviço da melhor forma”, pontuou o gestor.

Quando perguntado pela repórter Adriana Planzo, se haveria a possibilidade de extensão do prazo de agendamento, o Gerente de Gestão do Cadastro Único afirmou que não teria como afirmar

“Eu não tenho como afirmar isso porque ele não é gerido pela prefeitura ou qualquer outro município, quem gere o Cadastro Único e oferta dos benefícios é o Governo Federal. Nós aqui, a prefeitura nossa e qualquer outro município é responsável pela atualização e pela inserção do nosso cadastro. Então, a gente não faz a concessão, isso é do Governo Federal”, afirmou Barroso.

Foto: Betto Jr. / Secom

Tags:

Leia também