Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

Governador não descarta toque de recolher na Bahia para conter avanço da Covid-19

O governador do estado da Bahia, Rui Costa, afirmou nesta terça-feira (16) que não está descartado a possibilidade de adotar toque de recolher, por conta do avanço no número de casos do novo coronavírus.

“Nós vamos, sim, adotar medidas restritivas para outras atividades e, inclusive, analiso a possibilidade, se mantiver ao longo dessa semana essas mesmas taxas, de implementarmos o toque de recolher em todo o estado da Bahia para evitar o pior”, afirmou.

Segundo Rui Costa, a Bahia está no terceiro pior momento no número de casos da Covid-19 desde o início da pandemia, já que o pior mês aconteceu em julho do ano passado quando o estado atingiu a marca de 2 mil óbitos e cerca de 30 mil casos ativos. O segundo pior teria acontecido no mês de junho de 2020, com 1,7 mil mortes por conta da doença.

O governador ainda comentou sobre a possibilidade de volta às aulas no estado. O mandatário chegou a criticar o Governo Federal e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que demoram de adquirir e liber o uso de imunizantes contra a Covid-19.

“Agora, eu não posso concordar com o retorno de aulas presenciais, por conta do momento em que nós estamos crescendo o número de casos, em que a capacidade hospitalar pública e privada caminha para o esgotamento. Peço a compreensão aos empresários da educação, para que tenham sensibilidade. A vida humana está em primeiro lugar”, falou.

“Infelizmente, o Governo Federal e a Anvisa vão na velocidade da tartaruga e da má vontade para aquisição e distribuição da vacina. A Anvisa não analisa, nem delibera sobre outras vacinas que o estado poderia adquirir. Então nós não temos como horizonte o retorno de 100% dos professores para a condição de retorno às aulas”, concluiu.

Foto: Paula Fróes/ GOVBA

Tags:

Leia também