Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Pandemia Política

Governadores articulam ‘pacto nacional’ para conter avanço da pandemia

Neste domingo (7), governadores de 21 estados e do Distrito Federal manifestaram posição favorável para criação de um “pacto nacional” com medidas restritivas e preventivas que contribuam para aliviar o pico da pandemia de Covid-19 registrado nas últimas semanas no Brasil.

Hoje (8), os governadores devem realizar uma reunião no Rio de Janeiro com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, juntamente com representantes da Fiocruz. O objetivo do encontro é discutir as estratégias de combate ao vírus e também métodos para maior agilidade na vacinação. Até o momento, o país aplicou a vacina somente em 2,88% da população.

O balanço sobre os estados que devem aderir ao pacto foi realizado pelo governo do Piauí – o governador Wellington Dias (PT) comanda o fórum dos gestores estaduais. De acordo com a assessoria de Dias, a consulta continua em aberto para a adesão dos cinco governadores restantes.

Até as 21h de ontem (7), ainda não haviam aderido ao “pacto”:

  • o governador do Acre, Gladson Cameli (PP);
  • o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB);
  • o governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL);
  • o governador de Roraima, Antonio Denarium (PSL);
  • o governador de Tocantins, Mauro Carlesse (DEM).

De acordo com o último balanço, o Brasil registrou o total de 265.500 mortes neste domingo, sendo 1.054 óbitos nas últimas 24 horas. Os dados sãodo levantamento do consórcio de veículos de imprensa. A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.497, a maior desde o começo da pandemia – e com tendência de alta.

Adesão ao pacto

Confira a lista dos governadores que, de acordo com o governo do Piauí, aderiram à proposta de um pacto nacional com medidas restritivas para frear a pandemia:

  • governador do Alagoas, Renan Filho (MDB);
  • governador do Amapá, Waldez Góes (PDT);
  • governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC);
  • governador da Bahia, Rui Costa (PT);
  • governador do Ceará, Camilo Santana (PT);
  • governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB);
  • governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB);
  • governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM);
  • governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB);
  • governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM);
  • governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo);
  • governador do Pará, Helder Barbalho (MDB);
  • governador da Paraíba, João Azevedo (PSB);
  • governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD);
  • governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB);
  • governador do Piauí, Wellington Dias (PT);
  • governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC);
  • governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT);
  • governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB);
  • governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL)
  • governador de São Paulo, João Doria (PSDB);
  • governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD).

Foto: Divulgação /Governo do Piauí

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143