Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias em destaque SAÚDE

Governo inaugura policlínica em Serrinha e Rui destaca importância das unidades de saúde para população

A vigésima primeira Policlínica Regional de Saúde será entregue nesta segunda-feira (13), na cidade de Serrinha, a 184 km de Salvador. A nova unidade beneficiará cerca de 500 mil habitantes de 14 municípios da região Centro-Leste da Bahia.

O equipamento terá oferta de 18 especialidades médicas, exames de alta complexidade, como tomografia, ressonância, mamografia, endoscopia, dentre outros.

Para falar sobre a obra e ações do governo, a Rádio Sociedade entrevistou nesta manhã, o governador do estado, Rui Costa.

Na ocasião, o gestor falou sobre a importância das policlínicas para a população, além de destacar o perfil de atendimento das unidades de saúde.

“A policlínica é aquele lugar onde as pessoas fazem as suas consultas com os especialistas – cardiologistas, neurologistas e mais os exames, ou seja, aqueles exames quando as pessoas vão aos postos de Saúde da Família, como o exame do coração, de endoscopia, colonoscopia, ressonância magnética, tomografia […] E qual é o objetivo desta policlínica? Completar o diagnóstico […] as pessoas não conseguiam dar sequência ao diagnóstico do seu problema”, explicou.

Ainda de acordo com Rui, embora as policlínicas ofereçam uma estrutura equipada para atender as pessoas, as unidades de saúde não substituem os hospitais.

“Se a saúde fosse uma escadinha, o primeiro degrau da escada é o posto da Saúde da Família, as unidades básicas de saúde, seria o primeiro degrau da estrutura da saúde e a policlínica seria o segundo degrau. Após o posto de saúde, a pessoa vai lá para consultar especialistas e fazer seus exames. E o terceiro degrau seria o hospital. Após o diagnóstico precoce da doença, a pessoa poderia ir ao hospital”, acrescentou.

Durante o encontro, o gestor esclareceu que em virtude da baixa na taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados aos pacientes da Covid-19, o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova será desativado no próximo dia (15), mas toda a infraestrutura será mantida.

“Será removido penas o mobiliário, ou seja, as camas, os equipamentos móveis, os respiradores, os monitores. Estes equipamentos serão retirados e guardados no Almoxarifado e se for necessário, que é o que de nenhum de nós deseja, eles poderão ser montados rapidamente em apenas uma semana”, finalizou.

Foto: Divulgação

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143