Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Salvador SAÚDE

Infectologista ressalta que calor e raios ultravioletas não diminuem o ritmo da pandemia

Com a chegada da alta estação, o número de pessoas que têm ido às praias de Salvador tem aumentado, e com isso, é necessário redobrar a atenção com possíveis aglomerações, devido ao crescente número de casos de Covid-19 em toda a Bahia, atribuídos principalmente à variante Ômicron.

Diante da grande procura dos soteropolitanos pelas praias, a infectologista da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) Adielma Nizarala aproveitou para esclarecer que o calor e os raios ultravioletas não podem desacelerar a propagação do coronavírus.

“A pandemia chegou para a gente ainda em pleno verão, em fevereiro, e depois seguiu matando pessoas pelo mundo durante o verão europeu. Então, infelizmente, o calor que erradia do sol não é suficiente para diminuir o ritmo da pandemia. E no nosso caso, Bahia e verão significam turismo e pessoas querendo ir à praia, para a rua, passear. Então, o verão acaba contribuindo para as pessoas estarem mais juntas e mais festeiras”, ressaltou Adielma, em entrevista à Rádio Sociedade, na manhã desta segunda-feira (14).

Fake news

Ainda na ocasião, a infectologista falou sobre a propagação de fake news envolvendo a Covid-19 e a vacinação. De acordo com ela, o compartilhamento de notícias falsas é um problema social.

“Não só a fake news, mas a desinformação também. Apesar de nós, gestores de saúde, passarmos a informação, a gente não tem como medir o quanto a população compreende e adequa a sua vida àquilo tudo que nós trazemos de informação. Provavelmente há uma diferença entre aquilo que nós divulgamos e a capacidade de entendimento e de transformar isso em uma atividade prática do seu dia”, disse.

“[…] Nós temos que passar a informação e nós temos que combater diariamente a desinformação e fake news. A vacina é segura, é comprovada. Não estamos com vacina experimental, como as pessoas insistem em divulgar”, finalizou.  

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), divulgado no último domingo (13), foram registrados 28.615 casos ativos e 14 mortes.

Vacinação

A Sesab informou também que até o momento, a Bahia tem 11.361.864 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.193.261 com a segunda dose ou dose única e 3.125.155 com a dose de reforço. Do público de 5 a 11 anos, 327.951 crianças já foram imunizadas.

Foto: Alberto Maraux / SSP-BA

Tags:

Leia também