Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Serviço

“Invasão” no iFood foi feita por funcionário

A conta oficial do iFood se pronunciou nesta quarta-feira (3) após o ataque ocorrido no aplicativo, onde os nomes dos restaurantes foram trocados por mensagens de apoio ao presidente Jair Bolsonaro e conta o ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva.

De acordo com o aplicativo, a “invasão” foi realizada por um funcionário, e não por hackers. “O incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida”, afirmou através do Twitter.

A empresa esclareceu ainda que os dados de pagamento dos clientes estão seguros. “Os dados de meios de pagamento não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, não tendo havido comprometimento de dados de cartões de crédito”, explicou.

Invasão

A “invasão” ocorreu na noite de terça-feira (2), quando alguns estabelecimentos cadastrados no aplicativo tiveram nomes alterados por mensagens de apoio a Bolsonaro e e contra Lula, além de mensagens ofensivas, como “Marielle Franco Peneira”. Algumas lojas também estavam com os nomes “Vacina Mata” e “Lula Ladrão”.

Os usuários denunciaram o caso nas redes com receio de terem os dados fraudados. Após a plataforma detectar o ocorrido, o acesso foi bloqueado e os nomes dos restaurantes passaram a ser restabelecidos ainda durante a noite de ontem.

Foto: Reprodução

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143