Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Justiça Notícias em destaque Polícia

Investigador morto a tiros é enterrado em Feira de Santana

Foi enterrado na segunda-feira (11), em Feira de Santana, o corpo do investigador da Polícia Civil, Marcelo Ribeiro Falcão, de 51 anos. A polícia suspeita que ele tenha sido vítima de latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Após o velório, que aconteceu no bairro Kalilandia, os amigos e familiares do policial fizeram um cortejo em homenagem ao investigador, em carros pelas ruas de Feira de Santana. Veículos oficiais da Polícia Civil também participaram da homenagem.

No percurso, o cortejo passou pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), onde o investigador ocupava o cargo de coordenador do Serviço de Investigação há três meses. A unidade lamentou a morte de Marcelo, que era considerado engajado no trabalho.

Marcelo Ribeiro foi assassinado a tiros, por volta de 1h da madrugada de segunda-feira (11), no bairro Novo Horizonte. Ele foi encontrado com marcas de tiros na nuca, no peito e na mão.

Também na segunda-feira (11), dois homens foram mortos após confronto com a polícia no mesmo bairro onde o policial foi assassinado. A Polícia Civil confirmou que eles estavam envolvidos no crime.

A Polícia Civil da cidade informou que trabalha com a hipótese de que o investigador tenha sido vítima de latrocínio, mas não detalhou o motivo para que a polícia atue nessa linha de investigação.

Saiba mais sobre o caso: Policial Civil é assassinado a tiros em Feira de Santana

Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Tags:

Leia também