Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Notícias em destaque Política

Jaques Wagner se mostra contrário ao ex-juiz Sérgio Moro e dispara: “Eu não sou muito amigo de CPI”

O senador e pré-candidato ao governo da Bahia, Jaques Wagner, (PT), se mostrou contrário em relação ao ex-juiz Sérgio Moro, afirmando que o ex-presidente Lula arregou, isso porque o líder petista foi contra a CPI que investigaria Moro em possível parcialidade do magistrado e faturamento em empresas privadas.

Wagner disse que houve comentário por meio de um deputado sobre fazer CPI contra Sérgio Moro, mas que entre os sete Senadores não houve nenhum debate dentro da bancada do Senado e que ninguém coletou assinatura para CPI, e que achou inútil realizar uma comissão contra o ex-juiz em ano eleitoral, pois enfatizaria muito mais a campanha eleitoral do que realmente um esclarecimento.

“Eu paguei um preço, porque eu não assinei a CPI da Covid, porque eu acho que o que interessava naquela hora era trazer vacina e atender o povo, depois que passasse a crise a gente iria investigar quem cometeu o crime, porque muitas das vezes a CPI acaba sendo aquele palco. Eu não sou muito amigo de CPI, então para mim seria desnecessária. Eu não sei se foi o Lula que falou com o deputado que sugeriu, estou por fora dessa afirmação que Moro fez. Mas de qualquer forma, eu concordo com o Lula, para mim é uma besteira trazer ele para o centro da cena”, afirmou Jaques Wagner durante o Entrevista Sociedade, nesta quinta-feira (27).

O senador destacou ainda que foi realizada uma operação política por dentro do poder judiciário que inocentou o ex-presidente Lula, onde foi anulada as ações de 22 processos contra ele e que a justiça foi usada para fazer um serviço político.

Leia também:

Wagner sobre possível ida de Marcelo Nilo para o grupo de Neto: “Coisa deselegante”

Fotos: Divulgação e Agência Brasil

Tags:

Leia também