Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Política Rádio Sociedade

João Leão relata dificuldade para iniciar ponte Salvador-Itaparica: “Quebramos o setor de construção civil”

Durante a inauguração do Hospital Materno Infantil em Ilhéus, a Rádio Sociedade entrevistou o vice-governador João Leão, que comentou sobre a dificuldade em iniciar a ponte Salvador-Itaparica. Para ele, após as investigações da Operação Lava-Jato, o Brasil “quebrou o setor de construção civil”, já que a Odebrecht foi alvo por pagar propina em 12 países.

“Moro não devia ter acabado com as grandes empresas, se o diretor da Odebrecht era ladrão, ele botava o cara da Odebrecht na cadeia. É a mesma coisa da prefeitura, quando um prefeito é ladrão, a gente pega ele, o prefeito do Rio de Janeiro está preso porque roubou, é totalmente diferente do que fazemos na Bahia”, ele comenta.

“As empresas começaram a sangrar, a Odebrecht tinha 280 mil funcionários, era só o juiz decretar saída da diretoria e nomear alguém diferente. Nós quebramos o setor de construção civil no Brasil. Para eu construir a ponte Salvador-Itaparica, eu tive que ir à China buscar duas grandes empresas. A justiça brasileira precisa olhar as coisas com outros olhos. A empresa é uma personalidade jurídica, n tem nada a ver com o que o ‘descarado’ está fazendo”, conclui.

Em 2016, Marcelo Odebretch, ex-presidente do grupo, foi condenado a mais de 19 anos de prisão, condenado pelo juiz Sérgio Moro, que ainda “bateu o martelo” para mais oito réus.

Em dezembro de 2020, a Odebrecht alterou seu nome para Novonor em uma tentativa de desassociar o sobrenome da família do fundador do caso de corrupção.

Foto: Reinaldo Oliveira

Tags:

Leia também