Digite sua busca

 

 

Brasil Justiça Notícias Notícias em destaque

Justiça nega suspensão de uso da tornozeleira eletrônica por Flordelis

A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido da defesa da ex-deputada federal Flordelis para suspender o uso obrigatório da tornozeleira eletrônica nesta quinta-feira (12). A ex-parlamentar é acusada de ser mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, em 2019.

Entre os motivos alegados pela defesa, estão problemas técnicos no equipamento. O desembargador Celso Ferreira Filho, no entanto, entendeu que outros pedidos semelhantes já haviam sido analisados e negados pela Justiça. “Na verdade, o pleito ora em apreciação já foi apresentado (…), com fundamentos semelhantes, tendo sido rechaçado”, alegou.

Flordelis e mais nove acusados irão a júri popular no caso da morte do pastor. Apesar de a defesa recorrer da decisão da juíza Nearis Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, o recurso ainda será julgado.

A ex-deputada foi denunciada por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada.

O mandato de Flordelis foi cassado na quarta-feira (11), por quebra de decoro parlamentar.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143