Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque Pandemia Salvador SAÚDE

Léo Prates anuncia que vacinação em Salvador estará suspensa este final de semana

O secretário municipal de Saúde, Léo Prates, informou que a vacinação em Salvador estará suspensa. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (12) e, segundo ele, a decisão foi tomada porque não há quantidade de doses suficientes para continuar com a imunização.

 “Nós não faremos vacinação neste final de semana, porque o nosso estoque de vacina está muito baixo. Por isso, nós suspendemos a vacinação de trabalhadores da saúde, aguardando a remessa de um novo lote, então, nós não teremos vacinação durante o fim de semana. Acompanharemos o dia de hoje [sexta, 12] para avaliar se teremos vacinação na segunda-feira [15] ou não”, disse Léo.

De acordo com Prates, o estoque está reduzido apenas para a primeira dose. As pessoas que já foram vacinadas, têm a segunda dose totalmente assegurada.

A previsão é de que a segunda etapa da vacinação aconteça na próxima segunda-feira (15), entretanto, por causa do tempo de espaço entre as duas deverá começar na terça (16).

“A vacinação para a segunda dose está certa. Foi autorizado o início para a segunda-feira, mas salvo engano, em Salvador o primeiro vacinado a gente começa a dose no dia 16 [terça-feira]. Hoje, nós teremos uma reunião com o prefeito Bruno Reis, para definição desses detalhes, mas a segunda dose está garantida. Nós estamos recebendo do governo do estado as doses para a segunda dose, para garantir a imunização de quem logo no início foi vacinado”, explicou.

Segundo o secretário, estava previsto para chegar mais vacinas na quarta-feira (17), entretanto, o governo alterou a data para o dia 23 (terça).

“O secretário Fábio Vilas-Boras esteve, com o governador Rui Costa, lá em Brasília e foi avisado que não seria mais no dia 17 o recebimento das doses para a Bahia, seria dia 23. Então é difícil fazer algum tipo de planejamento nessa incerteza. Eu sempre tenho dito que, nós no ano passado contamos muito com o governo federal na questão dos respiradores e na questão da transferência de recursos. Mas, se eu reconheço isso, eu tenho que criticar. Acho que o governo federal se planejou muito mal para a compra de vacinas e o preço disso é o que todos nós estamos pagando”, informou.

Tags: