Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Pandemia Salvador SAÚDE

Léo Prates faz apelo para o governo federal providenciar mais doses da vacina

Em coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje (28), o Secretário Municipal de Saúde, Léo Prates, fez um apelo para o Governo Federal sobre a distribuição de doses da vacina para que não ocorra um caos na organização da vacinação.

De acordo com o secretário, em abril do ano passado, Salvador realizou a maior vacinação de H1N1 da história e diminuiu o índice de letalidade pela Influenza. E, para obter um bom resultado com a imunização contra o coronavírus, a cidade precisaria de 273.500 doses a mais da vacina.

 “Queria aproveitar a imprensa e a generosidade do prefeito Bruno Reis, pra fazer um apelo ao governo federal pra vacinar acima de 60 a 74 anos, e de 75 pra cima, nós precisaríamos de 273.500 doses a mais. E essas doses precisariam chegar aqui até meado de março”, disse ele.

Com relação ao esquema de vacinação, o secretário frisou a importância da administração do prazo das vacinas, pois, caso uma pessoa seja vacinada pela Coronavac, precisará de um intervalo de 14 dias para ser vacinado pela Influenza (e vice-versa).

“Se nós tivermos que administrar o prazo da CoronaVac, por exemplo, que é de 28 dias a nova recomendação do ministério. O prazo da de Oxorfd que é cerca de 90-120 dias, e o prazo pra vacinação entre a Coronavac e a Influenza que são de 14 dias (…) Vai ficar extremamente difícil para os municípios todo esse controle sanitário. E, como vocês sabem, toda a responsabilidade vem sendo colocada sobre a liderança do prefeito. Então, eu quero fazer um apelo pro Governo Federal pra que realmente providencie as doses, prefeito, porque vai ser muito complicado administrar”, concluiu.

Foto: Reprodução

Tags:

Leia também