Digite sua busca

 

 

Brasil Justiça Notícias Notícias em destaque Política

Mãe de Geddel é condenada a 10 anos de prisão por lavagem de dinheiro e associação criminosa

A Justiça Federal condenou Marluce Quadros Vieira Lima, mãe do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima, a dez anos de prisão , pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. A condenação é referente ao caso dos R$ 51 milhões encontrados em malas em um apartamento em Salvador.

A decisão foi tomada pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, que foi publicada no final do mês passado e divulgada nesta quarta (3). A sentença prevê o cumprimento da pena em regime inicialmente fechado. Segundo a denúncia do MPF, Marluce seria responsável por gerir, guardar e determinar a saída e a inserção, no mercado formal, dos recursos ilícitos captados pelos filhos.

O magistrado ainda lembrou que os crimes cometidos por Marluce tinham o mesmo modus operandi: “os recursos ilícitos eram recebidos de diversas fontes”, em seguida, eram escondidos em sua residência e depois, eram depois formalizados contratos de investimentos por meio de pessoas jurídicas, “aportando-se os recursos, para que fossem lavados e inseridos regularmente na economia formal”.

Em 2017, durante a operação Tesouro Perdido, a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões de reais em malas, em um apartamento associado a Geddel Vieira Lima, na capital baiana. À época, o ex-ministro do governo Temer já estava preso, por obstrução das investigações da Operação Cui Bono, que apurava fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal.

Foto: Reprodução/Agência Brasil

Tags: