Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque

Marcelo Queiroga evita falar de temas polêmicos na CPI da Covid

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, presta depoimento na CPI da Covid, nesta quinta-feira (6). O gestor, que assumiu a pasta no dia 23 de março – após a demissão do ex-ministro Eduardo Pazuello – evitou falar sobre temas polêmicos envolvendo a gestão do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido).

Os questionamentos mais incisivos foram feitos pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM), que aumentou o tom de voz após Queiroga afirmar que os decretos de lockdown, impostos pelos governadores e prefeitos, são “medidas extremas”, e que o governo vai “trabalhar para evitar medidas extremas como essas, de fechamento das cidades”.

O ministro foi questionado, também, sobre o fato do Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sus) até hoje não ter apresentado o protocolo para definir o tratamento contra a covid-19.

“De acordo com nosso decreto lei, a Conitec uma vez demandada, ela tem até 180 dias para definir essa posição. Mas entendemos a urgência, já está sendo elaborado esse protocolo, inclusive já liberamos algumas notas técnicas, e vamos cobrar para que essa posição seja o mais rápido possível”, disse.

No momento da discussão sobre o protocolo de atendimento aos pacientes positivados com a covid, Queiroga pontou que o mais importante é a vacinação da população.  

“Para controlar esse problema epidemiológico, não é a assistência à saúde dos pacientes que estão hospitalizados, que fará a grande diferença. É importante a assistência à saúde nos hospitais, mas é fundamental que tenhamos sucesso na nossa campanha de vacinação”.  

Assista ao vivo à sessão da CPI:

Foto: Tony Winston/MS


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143