Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

Ministério da Saúde mantém intervalo de três meses entre doses das vacinas AstraZeneca e Pfizer

O Ministério da Saúde decidiu manter a recomendação de intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose da vacina contra Covid da AstraZeneca e também da Pfizer. A decisão foi tomada após reunião do grupo técnico que assessora o Programa Nacional de Imunizações.

A medida ocorre em um momento em que diferentes estados têm anunciado que irão antecipar a aplicação da segunda dose de algumas vacinas, especialmente a da AstraZeneca, o que vinha aumentando a pressão por um novo posicionamento federal sobre o tema.

O estados argumentam que a mudança se dá pelo aumento da proteção contra possíveis novas variantes, como a delta. Especialistas, porém, apontam que não há consenso em torno da redução nestes casos. A decisão do ministério foi tomada na última sexta (16) e deve constar de documento técnico a ser enviado aos estados e municípios nos próximos dias. 

De acordo com membros da pasta, apesar da recomendação, estados têm autonomia para tomar decisões, o que pode fazer com que alguns mantenham as medidas. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no entanto, tem criticado posições divergentes, afirmando que “rompem” o pacto nacional.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143