Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque

Morre, aos 90 anos, médico e cientista Elsimar Coutinho

Morreu hoje (17), aos 90 anos, o médico e cientista Elsimar Metzker Coutinho. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do médico.

Elsimar foi internado no dia 20 de julho, no Hospital Aliança, em Salvador, após apresentar caso de Síndrome Respiratória Aguda Grave, causada pela Covid-19. Quase 10 dias depois, ele foi transferido para a capital paulista.

O governador Rui Costa lamentou a morte do médico e cientista e decretou luto no estado amanhã (18). Ele chamou atenção para o trabalho de Elsimar, que se destacou nacional e internacionalmente na pesquisa da área de reprodução humana. “Uma das principais referências em reprodução humana do país, Elsimar Coutinho foi antes de tudo um homem inquieto, dedicado ao seu trabalho como médico e pesquisador, levando o nome da Bahia para todo o mundo. Para os pacientes, é a perda de um profissional brilhante e, para família e amigos, a dor da partida de um ente querido”, disse.

O prefeito de Salvador, ACM Neto, também lamentou a morte de Elsimar Coutinho. Ele diz que diz que a Bahia e o Brasil perderam um patrimônio com a morte do médico e cientista. “A Bahia e Brasil perdem um patrimônio, uma inteligência rara, com essa triste partida do professor Elsimar Coutinho, cuja contribuição para a medicina e para a ciência é reconhecida em todo o planeta. Perdemos um dos grandes nomes da nossa história, uma pessoa que não tinha nenhuma vaidade e que veio ao mundo para servir”, afirmou.

Trajetória

Elsimar nasceu em Pojuca, região metropolitana de Salvador, no dia 18 de maio de 1930. Após se formar pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Farmácia e Bioquímica (1951), e Medicina em 1956, foi estudar com o Professor Claude Fromageot, na Universidade de Paris, graças a uma bolsa conjunta dos governos brasileiro e francês.

O cientista se destacou por ter desenvolvido, além do primeiro anticoncepcional injetável de efeito prolongado, a primeira pílula anticoncepcional contendo Norgestrel, atualmente o progestínico mais usado do mundo.

Como professor titular do Departamento de Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana da Faculdade de Medicina da Ufba, ele criou a disciplina de “Reprodução Humana”, única no Brasil, onde lecionou desde a sua criação até a aposentadoria compulsória aos 70 anos de idade. Entre suas principais criações, está o Centro de Pesquisas e Assistência em Reprodução Humana (Ceparh), clínica modelo em planejamento familiar localizada no bairro da Federação, em Salvador.

Em sua última entrevista à Rádio Sociedade, Elsimar destacou que o seu trabalho na medicina chamou a atenção do então governador Antônio Carlos Magalhães, que chegou a enviar uma comitiva para convidá-lo a concorrer à prefeitura de Salvador. “Ele pegou um grupo grande de deputados daquela época em que era governador, mandou eles sondarem e me esperarem no aeroporto para fazer o convite e seguir carreira política. Aí eu disse: ‘digam a ACM que eu agradeço muito a lembrança, mas eu não aceito, não. Eu não vou para a política de jeito nenhum. Minha vida é na medicina’ “, revelou.

Foto: Divulgação

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X