Digite sua busca

 

 

Bahia Bahia Cidades Notícias em destaque Polícia

MP-BA decreta prisão preventiva de Carlos Samuel por ter agredido com socos sua ex-companheira

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) decreta nesta sexta-feira (16), a prisão preventiva de Carlos Samuel Freitas Carlos Filho, após vídeo em que ele aparece agredindo com socos no rosto sua ex-companheira viralizar nas redes sociais.

De acordo com o MP, o pedido de prisão foi fundamentado em virtude da necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato.

O agressor que já possui dez passagens pela Deam se apresentou nesta quinta-feira (15) acompanhado de um advogado e após quatro horas de depoimento, Carlos foi liberado; Polícia Civil informou que também já solicitou a prisão do acusado.

Na ocasião, o acusado informou que mantinha um relacionamento conturbado com a vítima e que também já tinha sido agredido algumas vezes por ela.

Ainda segundo a Deam, a vítima também já foi ouvida na delegacia da sua cidade, em Uruçuca, a cerca de 42 km de Ilhéus. A mulher confirmou ter vivido uma relação conturbada com ele e que após a gravação do vídeo (dia 20 de junho), ela foi agredida outras vezes por Carlos Samuel.

O investigado já foi alvo de outros três inquéritos por violência doméstica, procedimentos já finalizados e remetidos à Justiça, em 2015 e 2016. Outros sete boletins foram registrados na unidade, porém as investigações não puderam avançar, visto que as vítimas não quiseram ir adiante e se recusavam a comparecer para dar informações sobre os episódios de violência.

Além dos crimes de violência doméstica, Carlos Samuel já foi denunciado em 2017 à polícia por extorquir e a ameaçar a mãe e no seu histórico policial consta denúncias de agressões contra ex-namoradas e mulheres da própria família.

No ano de 2015 o acusado chegou a ser condenado por um ano e quatro meses, mas recorreu à Justiça; crime foi prescrito por conta da demora do julgamento do recurso.

Foto: Reprodução|TV Subaé

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X