Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque

Mudança no ensino médio baiano será planejada, diz coordenadora

A ampliação na carga horária anual do ensino médio da rede estadual de 800h para 1000h a partir de 2020 foi o tema da entrevista da manhã de hoje (22) no Conexão Sociedade. O programa recebeu a coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Jurema Brito. A mudança é causada por determinação do Governo Federal, através da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional para o cumprimento da Base Nacional Comum Curricular, alterada pelo Novo Ensino Médio.

De acordo com a profissional, o órgão ainda está discutindo o que os estudantes farão por uma hora a mais nas escolas e colégios da rede. “A nossa carga horária não é medida em hora-relógio, mas em hora-aula. Então, precisamos fazer este ajuste. No entanto, ele não será feito de forma total na rede. Enquanto a própria lei traz, nós temos que, progressivamente, de 2017 até 2022, ampliar para 1000 horas-relógio por série. Estamos discutindo internamente quais serão os impactos porque esse ajuste não é apenas para dar conta de uma legislação”, disse.

A coordenadora afirmou que a ampliação na carga horária está sendo feita de maneira criteriosa para não prejudicar os professores, além dos alunos que dependem do transporte escolar para irem às aulas. “Muitos alunos moram na zona rural. Se apenas ampliarmos com uma hora a mais, eles se prejudicam ao pegar o ônibus, pois ele também atende às escolas municipais. Então, se fizermos de maneira aleatória, sem estudo prévio, haverá impactos nisso”, ponderou.

“No caso do professor, quando ele vai para outra escola, ele tem 40 horas semanais, trabalha 20 em uma e 20 em outra. Se ampliarmos essa carga horária sem um estudo de impacto para a vida funcional dele, do custo humano e de valorização do profissional, ele vai chegar na outra escola com atraso. Parecem ser coisas simples, mas não são”, completou.

Ainda segundo Jurema, a mudança será feita de maneira gradativa. “Temos um cronograma de quantas escolas estarão ampliando a carga horária já no próximo ano. 567 unidades de toda a Bahia já estão discutindo a implantação desse currículo diferenciado”, finalizou.

Foto: Felipe Oliveira / Rádio Sociedade

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X