Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias em destaque Polícia Salvador

Mulher grávida em situação de rua presa por furtar itens de higiene em Salvador é solta

Uma mulher grávida, de 28 anos, foi solta após passar quase dois meses presa por furtar produtos de higiene e roupas íntimas dentro de uma loja, em um shopping de Salvador. O crime foi classificado como furto famélico, que é quando a pessoa comete o delito para sobreviver.

A mulher foi liberada após intervenção da Defensoria Pública do Estado (DPE), e responde ao crime em liberdade. Segundo o órgão, o caso ocorreu no fim de janeiro de 2022 e a decisão da soltura foi divulgada na terça-feira (15).

Ela está à espera do quarto filho e vive em situação de rua há cerca de oito meses. Depois que perdeu o emprego, não teve mais condições de pagar R$300 mensais de aluguel do imóvel onde vivia com a família, em condições de miserabilidade, de acordo com a Defensoria.

A DPE informou que a grávida foi aliciada por uma segunda mulher, que entregou uma mochila com os materiais furtados para que ela saísse do estabelecimento com o material, passando despercebida. Ao sair da loja, no entanto, um alarme soou e a gestante foi detida pelos seguranças.

A suposta dona da mochila fugiu do local e a grávida foi encaminhada à Central de Flagrantes da Polícia Civil. Ainda de acordo com a DPE, os objetos furtados foram recuperados e não houve dano para o estabelecimento.

Foram encontrados na mochila, itens como sabonete, barbeador, creme dental e roupas íntimas. Não foi informado se a outra envolvida no crime foi presa.

Após a ser solta, a DPE encaminhou a mulher ao programa ‘Corra Pro Abraço’, que atua com pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Esse tipo de crime teve aumento de cerca de 10% entre os anos de 2017 a 2021, em todo o estado, segundo o órgão.

Foto: Reprodução / Google Maps

Tags:

Leia também