Digite sua busca

 

 

Cidades Notícias em destaque Polícia

Mulheres de presidiários realizam manifestação em Ondina

No fim da manhã desta terça-feira (22), cerca de 50 familiares de detentos se reuniram nas intermediações do Parque Zoobotânico de Salvador, no bairro da Ondina.

O grupo composto predominantemente por esposas de presidiários reivindica o direito às visitas as unidades prisionais do estado que estão suspensas há sete meses, em virtude do atual cenário da COVID-19.

Manifestação de familiares de detentos, no bairro da Ondina – Imagem: Luan Julião

Segundo Taís Assunção, esposa de um interno custodiado no Conjunto Penal de Serrinha, as visitas estão ocorrendo virtualmente, uma vez por mês, com duração máxima de três minutos, o que para ela é tempo insuficiente para que os membros da família se comuniquem com o detido.

A entrevistada alegou ainda, que desde o início da pandemia os parentes dos internos não podem fornecer produtos de higiene pessoal e alimentos, o que tem gerado um clima de indignação por parte dos familiares.

De acordo com Nestor Duarte, secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização Penal (SEAP), a decisão foi tomada conjuntamente com o Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública, por meio de comitê interinstitucional criado para discutir a situação carcerária do estado; medida objetiva garantir a preservação da saúde dos internos e de seus familiares.

“Claro que não é simpático suspender visitas (…) Eles estão em ambiente fechado, onde não tem muita ventilação e a doença que não tem lá, só pode chegar de fora para dentro”, acrescentou o secretário.

Foto: Luan Julião|Rádio Sociedade

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X