Digite sua busca

 

 

Brasil Economia Notícias Notícias em destaque

“Não há previsão no momento de extensão do auxílio emergencial”, diz secretário da Fazenda

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou nesta sexta-feira (30) que “não há nenhuma previsão, no momento, para extensão do auxílio emergencial”. Segundo o secretário, os gastos com o auxílio somam R$ 321,8 bilhões.

“Nossa prioridade é manter os gastos contínuos em 2020. O fundo do poço ficou em abril, maio, tanto em relação à arrecadação quanto à atividade econômica”, disse Rodrigues.

Conforme as projeções, o auxílio emergencial representa o maior gasto do governo entre as medidas para conter a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Na sequência, aparece o BEM (Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda), que permitiu a suspensão de contratos de trabalho e redução de jornadas. De acordo com o ministério, a medida custou R$ 51,6 bilhões aos cofres públicos.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Tags:

Leia também

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X