Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque SAÚDE

Nelson Teich prepara diretriz para relaxar isolamento social no Brasil

Em sua primeira coletiva de imprensa, o novo ministro da saúde, Nelson Teich, afirma que prepara diretriz para relaxar isolamento social no Brasil. Teich declarou que não pode manter o país parado enquanto não existir uma vacina.

Segundo o ministro, a diretriz deverá ser apresentada em até uma semana. Não se sabe detalhes sobre o plano, mas ele afirmou que a testagem da população vai orientar as ações.

O novo ministro substitui Luiz Henrique Mandetta, que foi afastado da pasta por discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro. Mandetta seguia a indicação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e defendia o isolamento social como alternativa para frear a pandemia do novo Coronavírus no Brasil. Já Bolsonaro, defendia a reabertura do comércio e o isolamento vertical, ou seja, aquele que mantem em quarentena apenas uma parcela da população, neste caso, os idosos, que fazem parte do grupo de risco.

Antes de assumir o cargo de ministro, Nelson Teich havia manifestado concordar com o isolamento social e anunciou que seguiria padrões científicos na administração da pasta.

Após assumir o cargo, Teich anunciou que o General Eduardo Pazuello será novo secretário-executivo do Ministério da Saúde. Ele assume o lugar de João Gabbardo, que chefiou a secretaria na gestão de Mandetta. O general do exército vai atuar como a autoridade número dois da pasta.

Outra declaração dada por Nelson Teich é que o país não deverá ter condições de fazer testes em massa para detecção da Covid-19. A mesma informação foi dada pelo secretário de saúde do estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que afirmou hoje que o estado também não vai ter condições de realizar esses testes na população baiana.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X