Digite sua busca

 

 

Destaque Notícias Notícias em destaque Salvador

Prefeitura de Salvador anuncia novas medidas na pandemia da Covid-19

O prefeito ACM Neto anunciou, hoje pela manhã, uma série de novas medidas voltadas ao controle da pandemia do novo Coronavírus na cidade. Dentre elas, o corte de 30% do seu próprio salário e do vice-prefeito Bruno Reis, pelos próximos três meses.  

Segundo o prefeito, desde quando o Coronavírus chegou em salvador, a prefeitura já cortou cerca de R$50 milhões em gastos.

Neto também anunciou o aumento do benefício do programa “Salvador Por Todos” para taxistas e motoristas de aplicativos de 40 a 60 anos. Atualmente o benefício é de duzentos e setenta reais. O projeto da mudança ainda vai ser apreciado na câmara municipal de Salvador.

A expectativa é que o governo regularize o pagamento do auxílio emergencial de seiscentos reais a partir do segundo mês. Assim, não será mais necessária a mudança no programa municipal. Contudo, Neto deixou clara a sua insatisfação quando a demora na liberação desse auxílio por parte do governo federal.

Outra medida anunciada em combate aos transtornos causados durante a pandemia do Coronavírus, foi com relação aos grandes supermercados da cidade. A partir de sexta-feira (17), os supermercados de salvador que têm mais de duzentos metros quadrados, vão ter que limitar o número de pessoas em circulação.

Deve ser seguido o padrão de 9 metros quadrados por cliente. Além disso, só 50% do estacionamento pode ser ocupado e só pode haver uma pessoa por veículo, a não ser pessoas com mais de 60 anos e com imunossupressão.

Os mercados também devem disponibilizar álcool em gel para os clientes e funcionários, e higienizar os carrinhos de compras. O uso da máscara para funcionários e colaboradores continua obrigatória.

Por fim, também foram anunciadas medidas para o funcionamento de escolas públicas e particulares e de faculdades de Salvador. Foi prorrogado até o dia 4 de maio a suspensão das aulas nestes locais. Neto afirmou que não prorrogou por mais 15 dias, como sempre tem feito, para poder unificar a validade de todos os decretos e não confundir a população.

Também permanece a suspensão das atividades das academias. Quanto aos shoppings, lojas de rua, bares e restaurantes, o prefeito afirmou que a prorrogação do decreto deve ser comunicada nesta sexta-feira (17). A previsão é que a reabertura desses últimos estabelecimentos seja adiada até o dia 4 de maio, podendo sofrer mais adiamentos após isso.

Segundo Neto, a prefeitura não tem a intenção de relaxar as medidas restritivas. Salvador está abaixo da média das capitais brasileiras no número de infectados. O que o prefeito credita ao trabalho das autoridades locais feito em conjunto.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X