Digite sua busca

 

 

Cidades Destaque Notícias Notícias em destaque Pandemia Salvador Sem categoria

Número de pessoas em situação de rua cresce durante a pandemia

A chegada da pandemia proporcionou um aumento no número de pessoas em situação de rua em Salvador. O último censo Suas (Sistema Único de Assistência Social) indicou cerca de 8 mil pessoas vivendo nestas condições em Salvador.

De acordo com um levantamento nacional feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em março do ano passado, foi contabilizado 222mil brasileiros sem moradia. No mês de junho, o relatório divulgado pelo Instituto já apontava a tendência de crescimento.

Apesar de não ser específico para pessoas em situação de rua, o Cadastro Único registrou 14 milhões de famílias em extrema pobreza no mês de outubro de 2020. O número possui um acréscimo de 1,3 milhões sobre a quantidade registrada em janeiro de 2019.

A quantidade elevada de tendas montadas para abrigar moradores é notável para quem circula pela cidade, especificamente na Rua Cônego Pereira, no Comércio.   

Para a coordenadora do Movimento Nacional de População de Rua (MNPR), Sueli Oliveira, “a pandemia, de alguma forma, conseguiu quebrar a invisibilidade da população em situação de rua e mostrou que a sociedade ainda ignora essa população”.

Segundo Sueli, estudos apontam que uma pessoa em situação de rua infectada pela Covid-19, ela possui uma mortalidade pelo menos cinco vezes maior quando comparada com a população geral.

Para Kiki Bispo, secretário de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) a pandemia tem sido responsável por gerar uma crise econômica que agravou as questões sociais.

“Foi verificado esse aumento. Teve gente que perdeu emprego, gente que migrou para Salvador em busca de emprego, pessoas que dependiam de idosos que faleceram e ficaram em vulnerabilidade social”, detalha.

Foto: Raul Spinassé 

Tags: